2ª Edição da Premiação do Professor Projeto em Destaque/2016

 

Conheça os destaques  desta edição:

 

Educação Básica:

1º lugar: Luciana Domingues RamosProjeto “Com Amor, Primeiro Ano” - Escola Estadual Ensino Fundamental Emilio Boeckel (São Leopoldo)


 

 

No Munícipio de São Leopoldo, na EEEF Emílio Boeckel o Projeto “Com Amor, Primeiro Ano: Valorização social da escrita no processo de alfabetização envolveu os diversos segmentos da comunidade escolar.

Os alunos do 1º Ano A tiveram em 2016 como proposta pela Professora Luciana Domingues Ramos, um grande desafio.

Foi apresentado aos alunos as possibilidades da escrita e da leitura como ferramentas de comunicação, valorização e sensibilização dos sujeitos. Todos puderam vivenciar as etapas de criação e produção, enfatizando o gênero correspondência.

Após a leitura do livro: Viviana, a Rainha do Pijama de Steve Webb, os alunos perceberam que o fato da menina fazer uso de cartas para se comunicar com os demais personagens, pareceu muito significativo.

Com a aproximação do evento da escola “Festa de família” definiram que as correspondências seriam uma maneira bem sucedida para sensibilizar as famílias a participarem do evento.

Além disso, não foram abordados com  a turma somente a escrita ou gêneros textuais mas foi possível contemplar outras aéreas do conhecimento que foram se agregando com o decorrer do projeto.

As ações do Projeto promoveram convergência e compartilhamento de conhecimento, num processo

que serviu de pano de fundo para a aprendizagem dos alunos.

A leitura de uma obra de literatura infantil, aliada ao interesse dos alunos e á mediação da Professora possibilitou que a garantia dos direitos da aprendizagem fossem extrapoladas para um contexto que despertou muitas outras construções aliadas a alfabetização.

 

 

 

2º Lugar: Prof.ª Claudia Rita de Oliveira - Projeto “A Literatura abraça a Inclusão” - Escola Estadual Ensino Fundamental TANAC (Montenegro)

 

Na EEEF Tanac do município de Montenegro, a professora Claudia Rita de Oliveira, desenvolveu o Projeto “ A Literatura abraça a Inclusão. “

Usou como recurso a coleção “Era uma vez um Conto de Fadas Inclusivo” que reuniu 11 livros, com textos e ilustrações de Cristiano Refosco e Leandro Selistre. Contou histórias inspiradas nos clássicos contos de fadas apresentados em versões diferenciadas, onde os personagens principais possuem algum tipo de deficiência. Seus alunos alcançaram com grande êxito os objetivos do projeto, pois conheceram as diferentes formas de linguagens textuais, despertaram o gosto e o habito pela leitura, através do encantamento dos valores literários. Além de experimentar os cuidados com os outros, tiveram por meio de atividades orientadas, contato direto com animais especiais que ilustram os personagens da coleção.

 E, o mais importante conheceram e reconheceram as diferenças individuais dos seus colegas e do dia a dia do convívio escolar.

 

 

3º Lugar:  Chá das Mães Temático  -  EEEF Frederica Schutz Pacheco (Novo Hamburgo)

 

             Percebendo a evolução social, intelectual e produtiva dos anos 60,70,80 e 90 através da contextualização histórica e cultural no Brasil e no mundo, a Escola Estadual de Ensino Fundamental Frederica Schutz Pacheco da cidade de Novo Hamburgo, com os seus professores trabalharam no projeto Chá das Mães Temático. A culminância foi uma tarde de integração com toda a comunidade de atividades referentes ao projeto desenvolvido.

Todos os professores puderam contribuir e trabalhar no projeto conforme o conteúdo pertinente a sua disciplina, fazendo colaborações.

Os objetivos foram alcançados pois, houve um resgate das épocas envolvendo contextos históricos em diferentes aspectos sobre cada uma das décadas e comparações com a atualidade.

Todos os integrantes da Instituição e de todas as turmas  colaboraram  engajando-se no Projeto que culminou em uma tarde festiva.

 

 

Ensino Médio

 

1º Lugar – Prof.ª  Denise Teresinha Brandão Kern - Projeto Educação Financeira Quanto Eu Pago de Impostos? - EEEBásica Profº Mathias Schutz (Ivoti)


De acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais “ se a Escola pretende estar em consonância com as demandas atuais da sociedade, é necessário que trate de questões que interferem na vida dos alunos e com as quais se veem confrontadas no seu dia a dia”

Os PCNs abordam a importância de trabalharmos com atividades que auxiliem os alunos a se posicionar nas questões do seu cotidiano.

Neste sentido, buscando contribuir sobre como envolver assuntos que, normalmente são excluídos dos Currículos no processo de contextualização dos conteúdos abordados na Escola, com a realidade do aluno, a Professora Denise Teresinha Brandão Kern da EEEBásica  Profº  Mathias Schutz do Município de Ivoti iniciou o Projeto Educação Financeira Quanto Eu Pago de Impostos?

Aproveitando o Conteúdo programático- Matemática Financeira- a professora relacionou-os com as questões do “mundo financeiro”.

 “Segundo a professora nos currículos, temos uma infinidade de conteúdos que precisamos ensinar aos nossos jovens, mas poucas escolas contemplam em seus planos de estudos temas sobre educação financeira. A escola precisa trabalhar com assuntos que auxiliem o futuro cidadão a conhecer e gerenciar suas necessidades cotidianas”.

Nesta forma, os alunos vivenciaram experiências que vinculam a aprendizagem a situações reais como também a compreensão da complexidade do sistema tributário do Pais, além da capacidade de realizarem cálculos que demonstram a alta carga tributaria.

Acreditando que interdiciplinariedade e a apresentação dos assuntos é um método de ensino-aprendizagem prazeroso e estimulante para os alunos. O objetivo do projeto foi alcançando pois mostrou a viabilidade deste tipo de experiência e desafio: Criar cidadãos que possam agir de forma adequada e com responsabilidade diante de situações relacionadas  a educação financeira.

 A Aprendizagem dos alunos foi enriquecedora com o envolvimento dos pais, comunidade escolar no processo de discussão e reflexão do tema.

 

 

2º Lugar: Prof.ª Daiana Miriam de Oliveira – “Olha a Placa!: A Importância da Identidade da Escola” – Instituto Estadual Parque do Trabalhador (São Leopoldo)

O Projeto “Olha a Placa: a importância da identidade da escola” surgiu através de diálogos, conversas durante as aulas de história no Instituto Estadual parque do Trabalhador no Município de São Leopoldo .

A Professora Daiana Miriam de Oliveira, abordou o tema A Identidade do Cidadão. Os alunos associaram cidadania com a questão da Identidade da Escola e mostraram-se preocupados com a importância de identificarem a escola, pois ela está situada dentro de um parque de recreação muito conhecido na comunidade e pessoas que lá circulam não reconheciam a escola como Instituição de Ensino.

O Projeto foi iniciado primeiramente na sala de aula mas para que fosse realmente concretizado houve a ajuda interdisciplinar de todos os professores.

Mas os alunos foram os primeiros a mostrarem que era possível sim, criar uma identidade. Após alguns meses de envolvimento, trabalho, amor e dedicação por parte dos alunos, professores, funcionários, equipe diretiva e comunidade escolar a placa nominal do Instituto Estadual do Parque do trabalhador tornou-se realidade.

Todo o esforço do trabalho em conjunto para a arrecadação de fundos para a confecção da placa é o grande destaque da dedicação e Amor do Projeto.

Em um mundo em que valores tão importantes estão sendo deixados de lado a Escola conseguiu mostrar aos alunos que o que idealizamos pode ser possível e alcançável. 

 

 

3º lugar - Projeto “Construindo minha trilha sonora: A música como estratégia pedagógica na construção da aprendizagem e do percurso poético pessoal” – Escola Estadual Ensino Médio Fernando Ferrari (Campo Bom)

 

O Projeto “construindo minha trilha sonora” da Escola Estadual de E. Médio Fernando Ferrari da cidade de Campo Bom foi realizado para os alunos interessados em trabalhar temas que os ajudassem a preparar-se para o mundo do trabalho, com os quais se procurou enfatizar o exemplo da autonomia e o protagonismo juvenil.

Como a música faz parte de nossas vidas e permeia nossas relações e construções com o mundo desde muito cedo,  a escola utilizou a musica como estratégia pedagógica possibilitando aos alunos ressignificarem suas vivencias musicais e, ao mesmo tempo, construírem conhecimentos em diferentes áreas em projetos interdisciplinares e especialmente em temas relacionados à literatura e Arte que foram desenvolvidos de forma mais lúdica e dinâmica na construção da aprendizagem.

O decorrer do desenvolvimento do projeto ajudou os alunos a buscarem maior compreensão e relação com a Arte, suas escolhas, preferencias musicais e de que forma costumam ter acesso às musicas que querem conhecer.

As atividades didaticamente planejadas permitiram aos alunos desenvolverem diversas habilidades tais como:

1-    Reconhecer recursos expressivos da linguagem

2-    Identificarem-se como usuário e interlocutor de linguagens que estruturam uma identidade cultural própria.

3-    Ampliar o “olhar” sobre si mesmo e sobre o mundo em que vive

4-    Educar o olhar para as diferentes percepções da realidade.

 

Todos os registros, acompanhamentos das aulas, relatos observações, avaliações do processo produtivo passaram a fazer parte do diário de classe dos professores e do portifólio dos alunos.

Os objetivos foram alcançados e as experiências enriquecedoras, tanto para alunos como para professores, pois vivenciaram momentos significativos em um contexto de pluriculturalidade, com foco na construção de conhecimentos em musica e em situações dinâmicas de aprendizagem e de múltiplas leituras no entrelaçamento com as outras áreas do conhecimento.

 

 

Escolas Técnicas:

 

1º Lugar - Professor Rafael do Amaral Reis -  SSCA – Sistema de Segurança para Cadeirinha Automotiva – Escola Técnica Estadual Frederico Guilherme Schmidt (São Leopoldo)
 

Como evitar de forma eficaz que as crianças sejam esquecidas dentro de veículos?

Como Garantir que o cinto de segurança da cadeirinha seja conectado corretamente?

Como alertar de forma eficiente aos pais e responsáveis que a criança foi deixada sozinha no interior do veiculo?

Com estas perguntas e com a observação de várias noticias a respeito de mortes de crianças esquecidas dentro de veículos e também o alto índice de crianças com lesões em acidentes de transito em decorrência do mau uso do cinto de segurança , o Projeto Sistema de segurança para cadeirinhas automotivas, desenvolvido pelo Rafael do Amaral Reis da Escola Técnica Frederico Guilherme Schmidt, do município São Leopoldo, apresentou soluções para possíveis problemas diários nos automóveis, envolvendo crianças e seus pais.

O projeto salientou também a importância do uso de equipamentos de segurança ao se deslocar por meio de carro com os filhos pequenos que necessitam o uso da cadeirinha e segurança dos mesmos no interior do veículo durante a viagem. Diante de tudo isso pensaram em um sistema de baixo custo, simples instalação e de funcionamento eficaz.

Desenvolveram um dispositivo  de segurança que tem a finalidade de evitar  o esquecimento de crianças no interior do veículo e alertar quando o cinto da criança estiver mal conectado.

Os componentes presentes neste dispositivo são basicamente sensores mecânicos e magnéticos, de peso e temperatura, que fazem o trabalho de mandar informação da presença da criança em sua cadeirinha e/ou outras pessoas dentro do carro incluindo o motorista, para ativação do sistema.

O primeiro sistema é uma central de alarme, que a criança quando colocada na cadeirinha aciona um sensor mecânico. Se o motorista deixar o veículo e esquecer a criança fechando as portas o alarme do carro será acionado como também a discadora sem fio e o localizador via Satélite  enviará mensagens para vários números distintos avisando que a criança está sozinha no veículo

O segundo sistema é um temporizador e um sensor de temperatura que atuará durante todo o tempo que a criança estiver no carro.

O terceiro sistema é um sensor magnético acoplado ao cinto da cadeirinha da criança, que é ligado ao mini circuito. Se o cinto ficar mal conectado ou não colocado o alarme sonoro e luminoso será acionado no painel do veículo.

A pesquisa resultou numa bela construção de conhecimentos tornando possível o entendimento do funcionamento do sistema, com todas as suas variáveis, possibilitando o cruzamento de todas elas e a verificação da real eficiência .

O projeto chegou com resultados gratificantes pois apresentou possibilidades de contribuir na diminuição de lesões causadas por acidentes de trânsito ou até a morte de crianças no caso de esquecimentos .

 

 

2º Lugar – Prof. Geisson Alves Homrich - Iniciação Cientifica

Na Sala de Aula – CEEP - Visconde  de São Leopoldo(São Leopoldo)

 

Em que momento o aluno entra em contato com os mecanismos de produção do conhecimento cientifico ?

Em que momento percebe que a ciência é dinâmica e não um conhecimento acabado e absoluto?

Em que momento conhece o processo de fazer ciência?

Desses questionamentos surgiu a necessidade de se criar , no Centro Estadual de Educação Profissional Visconde de São Leopoldo  do Município de São Leopoldo , uma educação cientifica para introduzir o aluno de forma efetiva no campo da ciência e tecnologia e dar-lhe senso critico para falar sobre as transformações sociais.

Através do Projeto Iniciação Cientifica na sala de aula o Professor Geisson Alves Homrich salientou que essa Educação Cientifica deve ser feita não somente pelas disciplinas mais voltadas para a Ciência e a tecnologia , mas por todas as disciplinas escolares, de forma interdisciplinar, unindo esforços para a contextualização do conhecimento adquirido na sala de aula e a aplicação desses conhecimentos em práticas de transformação social na comunidade escolar.

O Projeto Intensificou as relações interdisciplinares em ambos os cursos promovidos pela Instituição com ações práticas e metodológicas e criou espaços de aprendizagem real baseada em ciência e tecnologia e também provocou os alunos para que na sua formação, criassem projetos de pesquisa que, aliando conhecimentos científicos e técnicos, solucionassem problemas encontrados por eles na comunidade escolar que integram.

Assim os alunos foram capazes de relacionar a ciência que aprendem na escola com a vida cotidiana usando seus conhecimentos como sujeitos ativos e transformador.

As ações empregadas para a realização do projeto uniram esforços de vários membros da Escola e varias medidas foram  adotadas, tais como:

Introdução nos planos de estudos de todos os cursos a Metodologia de Pesquisa,

Inserção da pesquisa e da metodologia cientifica em trabalhos e avaliações das disciplinas técnicas e teóricas dos cursos,

Obrigatoriedade a todos os alunos da Instituição, da elaboração de projetos de pesquisa orientada, entre outras.

O Projeto alcançou plenamente seus objetivos pois os alunos entraram em contato com a dinamicidade do saber cientifico e passaram a compreender a influencia da ciência na vida cotidiana, potencializando-os para atuar criticamente nas mais diversas atividades culturais, econômicas e politicas que envolvem ciência e tecnologia e que influenciam na vida de forma direta e indiretamente.

 

3º Lugar – Prof.ª Águeda Cardoso de Aguiar Da Costa - Reaproveitamento de EPS para a Construção de uma Telha Sustentável e de Baixo Custo - ETE Frederico Guilherme Schmidt (São Leopoldo)

A cada dia surgem novas aplicações para os plásticos.

Essa ampla versatilidade deve-se á enorme flexibilidade das propriedades apresentadas por esses materiais, contribuindo para o surgimento contínuo de inovações. O poliestireno é um material muito versátil e por isso suas aplicações são muito diversificadas, o uso de embalagens do poliestireno expandido tem contribuído para a produção de resíduos sólidos no meio rural e urbano. O projeto REAPROVEITAMENTO DO POLIESTIRENO EXPANDIDO PARA A CONSTRUÇÂO DE UMA TELHA COM BAIXO CUSTO E SUSTENTAVEL elaborado pela professora Águeda Cardoso de Aguiar da Costa da Escola Técnica Estadual Frederico Guilherme Schmidt do município de São Leopoldo, apresenta como principal objetivo  analisar a viabilidade de utilização do poliestireno expandido como material alternativo para confecção de uma telha sustentável através de reciclagem química  e com isso diminuir o impacto ambiental causado pela destinação inadequada do mesmo, já que, atualmente, os métodos de reciclagem já não se mostram de todo efetivo e a população em geral não descarta de forma correta seus resíduos. Como resultados obtiveram um primeiro protótipo que atende as necessidades atuais apresentadas, superando as telhas convencionais presentes no mercado. O protótipo foi submetido a testes mecânicos para verificação de suas especificações.

O projeto alcançou seus objetivos pois constatou-se a real possibilidade da confecção de novos materiais com baixo investimentos e de novas possibilidades de reciclagem para este material