"Dia da Solidariedade" /2017

 

O Dia da Solidariedade foi instituído, conforme a Lei Estadual 11.693, de 2001, para disseminar o conceito de solidariedade, trabalhando para uma mudança cultural, estimulando a população a praticar ações em benefício de pessoas menos favorecidas, com a missão de desenvolver a cultura da solidariedade como instrumento de transformação social.  A data ganha destaque no calendário das escolas estaduais da 2ª Coordenadoria Regional de Educação e resevamos esse espaço para mostrar e dividir um pouco as experiências. 

 
 
 
Escola Estadual de Ensino Fundamental Cônego Caspary
 

Pedágio e Ação de Solidariedade

A Escola Estadual de Ensino Fundamental Cônego Caspary, de Linha Francesa Alta, Barão, realizou pedágio na sede do Município de Barão no dia 12 de junho, com a participação dos alunos do 7°, 8º e 9º anos, com o objetivo de arrecadar fundos para viagens de estudos.

Como aconteceu o fenômeno meteorológico destruidor nas localidades vizinhas, antes de iniciar o pedágio, definiu-se ajudar as pessoas atingidas com a doação de 50% dos recursos arrecadados no pedágio. Foram distribuídas mais de 900 mudas de árvores nativas: primavera, cerejeira, angico vermelho, murta, palmeira..., conscientizando as pessoas da necessidade da preservação do ambiente, pela passagem da Semana do Meio Ambiente.

O diretor da escola, prof. Ivori  Zaro, entrou em contato com a prefeitura de Maratá, município muito atingido pelo temporal,  para saber quais eram as maiores necessidades dos flagelados. Recebeu a informação de que necessitavam de material de construção, pois já tinham recebido roupas e alimentos.

Na manhã do dia 20 de junho de 2017, uma comissão da escola formada pelo diretor Ivori, professor José Luiz e os alunos Elen Helena Schneider, Mileni Gonçalves e Mateus Rommel, dirigiram-se até a comunidade de Esperança para fazer a entrega de 6500 tijolos. Chegando lá, fomos recebidos pela Sra. Lurdes Muxhops que relatou o ocorrido com a sua família onde perderam tudo em questão de segundos, permanecendo somente as pessoas intactas. “Foram segundos de terror. Tudo o que juntamos durante uma vida toda, sumiu em menos de um minuto.” Quando chegou o encarregado da prefeitura, este pediu que a doação fosse descarregada diretamente no lugar onde seria reerguida a casa destruída. Chegando ao local, por coincidência, era a casa de Dona Lurdes e seu Ricardo, pais de dois filhos.

A alegria desta família foi indescritível. Seu Ricardo chorou de alegria pelo gesto da comunidade escolar. O casal não se cansou de agradecer.

 

 

Foto: Comissão da escola: Diretor Ivori, Prof. José Luiz e os Alunos Elen Helena Schneider, Mileni Gonçalves e Mateus Rommel.

 
 
 
 
 
 
"Dia da Solidariedade" - Escola Estadual de Ensino Médio Caic Madezatti - São Leopoldo
 
 
 
 
 
 
"Dia da Solidariedade" no Instituto Estadual Manoel de Almeida Ramos - Capela de Santana
 
 
 
 
 
“Dia da Solidariedade” na Escola Estadual Mathias Schütz - Ivoti
 
 

O “Dia da Solidariedade” na Escola Estadual Mathias Schütz de Ivoti, contou  com muitas ações.  Veja aqui.

 

 

 

O “Dia da Solidariedade” na Escola Estadual  João Grawer Filho - Dois Irmãos

O “Dia da Solidariedade” também foi tema trabalhado na sala de aula com as turmas da Escola Estadual de Ensino Fundamental João Grawer Filho, de Dois Irmãos, através de conversa dirigida, projeção de filme e bate-papo sobre Espiritualidade x Filosofia x Valores. 

 

 

 
Escola Estadual de Ensino Fundamental Figueiras - Igrejinha
 
 
A Escola Estadual de Ensino Fundamental Figueiras, de Igrejinha também planejou o "Dia da Solidariedade" com diversas atividades, entre elas uma campanha de arrecadação de alimentos para o Hospital Bom Pastor.
 
 
 
 
 
 
Tempo Integral para as Escolas de Ensino Médio no Colégio Estadual A.J. Renner - Montenegro
 
 

Nesta terça-feira (31/05), ocorreu uma palestra sobre Implantação do Tempo Integral para as Escolas de Ensino Médio no Colégio Estadual A.J. Renner, de Montenegro, com a presença do Técnico Guilherme Santana da Vetor, Prof.ª  Hilda Liana Diehl, coordenadora do Programa Tempo Integral (Seduc/RS ),  Prof.ª Rossana Negreira, assessora pedagógica da Seduc/RS e Prof.ª Maria José dos Reis, assessora do departamento pedagógico da 2ª Coordenadoria de Educação de São Leopoldo.

 
 
 
 
O  “Dia da Solidariedade” ganha destaque no calendário das escolas:
 
 
"Dia da Solidariedade" na Escola Estadual São Sebastião - S.S. de Caí
 
A Escola Estadual de Ensino Fundamental São Sebastião, do município de São Sebastião do Caí, realizou o Projeto "Solidariedade" no dia 20 de maio, com doação de roupas, confecção de cartazes de conscientização, quando também foram elaboradas mensagens sobre os direitos humanos e qualidade de vida.
 
 
 
 
 
 
Dia da Solidariedade no Instituto Estadual de Educação Olívia Lahm Hirt - Igrejinha
 
 

No Instituto Estadual de Educação Olívia Lahm Hirt, de Igrejinha o “Dia da Solidariedade” foi realizado juntamente com a homenagem às mães no dia 20/05. Na ação mobilizada pela comunidade escolar, que ocorre anualmente, foram arrecadados aproximadamente 170 kg de alimentos para doações. Neste ano a entidade escolhida para ser beneficiada foi o INEVAM (Instituto Evangélico de Amparo ao Menor). Neste dia a escola também contou com a presença da Profª Sílvia Tolentino, assessora do Programa Nota Fiscal Gaúcha da 2ª Coordenadoria Regional de Educação de São Leopoldo, que falou da importância do papel do cidadão. Ela ressaltou que a escola precisa da parceria  de pais, alunos e professores, enfim a comunidade em geral, motivando todos a se cadastrarem no programa NFG. É através de gestos educativos e de solidariedade como estes que podemos melhorar a vida do nosso próximo.

 

 
 

Dia da Solidariedade na Escola Ildefonso Pinto - Campo Bom

 

Sábado dia 20/05/2017, foi o “Dia da Solidariedade” na Escola Estadual de Ensino Médio Ildefonso Pinto, de Campo Bom. Nesse ano realizamos a solidariedade em duas etapas: solidariedade com o próximo e solidariedade com a escola. Durante a semana, professores, alunos e direção foram visitar lar de idosos e ong de animais. 

Os alunos levaram maçãs, leite, material de limpeza, e para a ong de animais, ração, além de muito amor e carinho para com todos os moradores dos lares. Eles ficaram encantados com as visitas. Poder observar uma realidade diferente e compartilhar gestos de carinho, em fases tão diferentes da vida é edificante. Mas, a solidariedade continuou ainda no sábado, onde alunos, professores, funcionários e direção se uniram para prestar solidariedade a escola, pintando muros, salas de aulas, forros, grades, portas, limpando classes, revitalizando os jardins. A solidariedade é algo que transforma, contagia e engrandece, e assim as sementinhas plantadas nessa semana, continuam com iniciativas dos alunos, em continuarem visitando os lares e ajudando a escola. E mesmo em meio a tantas dificuldades, podemos perceber que ser solidário faz bem a todos. 

 
 
 
 
 
Fonte: Colaboração da escola
 
 
 

Dia da Solidariedade da Escola Estadual Humberto de Campos -  Estância Velha

O Projeto “Solidariedade”, na Escola Estadual de Ensino Fundamental Humberto de Campos, de Estância Velha, contou com diversas atividades que oportunizaram à comunidade escolar vivenciar o conceito na prática, através da reflexão, conscientização e ação solidária na campanha de doação de alimentos para entidades sociais, ração para ONG “Bichinho Carente”, recolhimento de tampinhas para a Liga Feminina de Combate ao câncer / Estância Velha e no compartilhar o alimento em um grande lanche coletivo de todas as turmas da escola. A culminância contou também com apresentação de cartazes, poesias e músicas sobre o tema e sensibilização para dar continuidade na rotina escolar. Considerando a importância de ações solidárias para nossas vidas e o crescimento que elas trazem ao ser humano que as pratica, assim como para quem as recebe, seguimos com o Projeto “Solidariedade” no que diz respeito ao recolhimento das tampinhas. 

Estabelecemos uma parceria com a Liga Feminina e mobilizamos os alunos, dada a relevância da causa da entidade. Nossa comunidade tem participado de maneira estimulante e positiva, na certeza de estar dando apoio às mulheres e famílias que lutam bravamente contra o câncer. Sendo assim, sentimo-nos satisfeitos por estarmos proporcionando aos nossos alunos ações que de fato fazem a diferença em suas vidas, uma vez que a escola precisa estar inserida nas demandas da sociedade de forma encorajadora e transformadora da realidade.

 
 
 
 
Fonte: Colaboração da escola.