I SIMPÓSIO INTERNACIONAL E INTERDISCIPLINAR A VOCAÇÃO SOCIAL DA PEDAGOGIA

Há 27 vagas para a 2ª Coordenadoria de Educação. As Escolas Estaduais de Ensino Médio receberão as orientações para as inscrições. Professores interessados devem entrar em contato com a direção, pois devem se inscreverer através da Coordenadoria.

 

I Simpósio Internacional e Interdisciplinar: A Vocação Social da Pedagogia aborda temas voltados para a formação de professores para que em suas práticas pedagógicas firmem o desenvolvimento das potencialidades individuais, contemplando a diversidade cultural, interdisciplinar e comprometida com os princípios éticos humanos.  

 

A Faculdade de Educação do Instituto Educacional São Judas Tadeu em março de 2013 iniciou uma parceria com o Instituto de Professores Educadores Rudolf Steiner[1], com o intuito de criar uma área de formação de professores, voltado para práticas pedagógicas na perspectiva da pedagogia de Rudolf Steiner. Para o I Simpósio foram convidados renomados palestrantes nacionais e internacionais dentre os quais o Professor Dr. Hector Barreiro, Professora Paula Edelstein (Equipe Docente da Escuela y professorado de Formación Docente Perito Moreno/Buenos Aires) e o Professor Valdemar W. Setzer (USP).

O evento é uma promoção da Fundação Figueira, do Instituto de Professores Educadores Rudolf Steiner, do Instituto Vygotski, das Faculdades Integradas São Judas Tadeu salientando-se dentre seus objetivos:

Estabelecer um diálogo entre duas pedagogias que estão aportando práticas educacionais com sucesso em diferentes culturas e ao mesmo tempo debater sobre as propostas teóricas de ambas. 

Colaborar com o educador na busca de um aprofundamento dos conhecimentos referentes à educação do ser humano, incentivando troca de experiências e debates sobre possibilidades inovadoras na educação.

Cumprir com o estudo de alguns aspectos da nova L.D.B. (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional), aqueles que se aproximam das propostas contidas tanto nos aspectos teóricos como na prática da Pedagogia Social e a Pedagogia de Rudolf Steiner no Brasil e na Alemanha. Ambas têm por base o respeito à criança e ao jovem, seu desenvolvimento natural, de maneira a preservá-los para a vida adulta, estimulando sua iniciativa e a liberdade de escolher livremente e com responsabilidade, agindo de forma criativa no seu ambiente. Por isso, a criança e o jovem devem ser contemplados em todo momento como o CENTRO do currículo. Difundir o impacto que trazem na educação das crianças, determinadas técnicas e disciplinas como os trabalhos culturais e artísticos com: cores, canções, contos, rimas, festas, frutos da terra, etc. Conhecimentos elaborados na forma de projetos, aprofundamento de discussões sobre o tempo e o clima permitindo às crianças e jovens, sentirem-se parte do ciclo natural, identificarem-se com o seu entorno e aprender gradativamente que as pessoas têm uma responsabilidade com o mundo natural.

 A confluência de interesses entre as diretrizes pedagógicas da Secretaria de Estado da Educação/SEDUC e os temas do I Simpósio Internacional e Interdisciplinar A Vocação Social da Pedagogia mostra-se clara. Neste sentido o Ensino Médio Politécnico, é exemplificativo deste encontro, considerando que concebe a ação pedagógica com centralidade das práticas sociais tendo como origem e foco o processo de conhecimento da realidade, entende o diálogo como mediação de saberes e de conflitos e busca a transformação da realidade pela ação crítica dos próprios sujeitos. Nestas práticas sociais, os seres humanos produzem conhecimento, desenvolvem e consolidam sua concepção de mundo, conformam as consciências, viabilizam a convivência. E, ainda, além deste referencial, agrega como Princípios orientadores:

 

Parte-totalidade – processo de construção dos conhecimentos que estabelece relação entre parte e totalidade; o Reconhecimento de saberes – a construção curricular tem com centralidade as práticas sociais, nas quais o diálogo realiza a mediação entre as práticas e o conhecimento científico universalizado, entendendo que a transformação da realidade se dá pela ação dos próprios sujeitos; a relação Teoria-prática –processo contínuo de fazer, teorizar e refazer. A teoria é constituída por ideias e hipóteses que levam a representações abstratas, constrói os conceitos que somente serão consubstanciados na prática; a Interdisciplinaridade - diálogo dos Componentes Curriculares e Áreas do Conhecimento, sem a supremacia de uma sobre a outra, trabalhando o objeto do conhecimento como totalidade; a Pesquisa Pedagogicamente Estruturada é o processo que, integrado ao cotidiano da Escola, garante a apropriação adequada da realidade assim como projeta possibilidades de intervenção. Alia o caráter social ao protagonismo dos sujeitos pesquisadores e a Avaliação Emancipatória a qual reafirma a opção por práticas democráticas em todas as instâncias das políticas educacionais com o compromisso de incorporar novas práticas avaliativas, na medida em que se propõe uma mudança de paradigma.

 

Também, firmando a interdisciplinaridade, o Simpósio oferece espaços para que os participantes conheçam práticas e produções acadêmicas da Pedagogia Social, ou seja “A Pedagogia Social da Alemanha que já está implantando-se em algumas Universidades do Brasil como a UCB, a USP e a PUC/SP tem no seu núcleo a intenção do trabalho interdisciplinar entre as diversas profissões que contemplam o ser humano em toda sua dimensão: jurídica, social, de saúde e artística”.



[1] A Pedagogia Waldorf, criada em 1919 na Alemanha, está presente no mundo inteiro. Uma das principais características da Pedagogia Waldorf é o seu embasamento na concepção de desenvolvimento do ser humano introduzida pelo filósofo Rudolf Steiner, orientada a partir dos pontos de vista antropológico, pedagógico, curricular e administrativo, fundamentados na Antroposofia (palavra de origem grega que significa "sabedoria humana"). Nela, o ser humano é apreendido em seu aspecto físico, anímico (psico-emocional) e espiritual, de acordo com as características de cada um e da sua faixa etária, buscando-se uma perfeita integração do corpo, da alma e do espírito, ou seja, entre o pensar, o sentir e o querer. Acesso em 15 jul. 2013. http://www.ewq.com.br/6222/index.html

 

 Programação e mais informações no site: http://ipers.art.br/