Alunas da Escola Estadual de Ensino Médio Affonso Wolf de Dois irmãos, transformam copos de plástico branco em forro de residência

30/03/2015 08:22

 

                                                                           

Com esse projeto de pesquisa realizado durante as aulas do Seminário Integrado, do ensino politécnico e orientado pela profª Helena Stoffel, as alunas pesquisadoras Camila Solange Machado, Jaqueline Elisiane  Hermann e Jennifer Natália Schons Engelmann, ambas do 3º ano do EM, participaram na última semana na USP, em São Paulo/SP da 13ª FEBRACE – Feira Brasileira de Ciência e Engenharia). O projeto consiste na produção de forro de residência reutilizando copos de plástico branco. 

Os experimentos iniciais apresentaram resultados bastante otimistas e evidenciaram a viabilidade de  confeccionar um forro sustentável à base de copos de plástico. Acredita-se que esse forro será resistente e manterá as mesmas qualidades propostas na formação do atual. Levando-se em conta que a matéria-prima utilizada originou-se de resíduos reaproveitáveis, a produção desse forro apresenta custos reduzidos e contribui com a redução da geração de resíduos que acabam destruindo o planeta.

Reutilizando esse tipo de embalagens contribui-se com a sustentabilidade ambiental. Através dos estudos realizados observou-se que há um crescimento considerável no consumo de plástico pela sociedade moderna.

 “A participação dos alunos numa feira de nível nacional é de extrema relevância para a sua formação, amplia os conhecimentos, promove a troca de experiências  e possibilita um intercâmbio cultural, pois há estudantes de todos os estados brasileiros.” (Profª orientadora Helena Teresinha Reinehr Stoffel)

“Participar da 13º FEBRACE foi uma experiência incrível, uma das melhores coisas que já me aconteceu, e estar representando nossa escola, Dois Irmãos e o o Rio Grande do Sul me deixa muito feliz. A feira nos mostra que não existe melhores e nem piores que todos somos bons, que o prêmio não é tudo, claro é bom ganhar algo, mas o fato de você está ali é ótimo, adquirimos conhecimentos, experiências, fizemos amizades com pessoas de outros estados, são tantas lembranças que depois que fomos embora demorei para processar este turbilhão de coisas que aconteceram na última semana. (Camila Solange Machado)”

“ Bom, eu imaginava que a feira fosse enorme e que haveria mais entrosamento entre os projetos. Senti que poderia ter sido melhor nesses aspectos, mas foi inesquecível e único. Pude conhecer um pouco sobre os projetos dos nossos estandes vizinhos  e fazer amizades com pessoas de lugares diferentes. Na FEBRACE pude  ver o quão a nossa mente pode desenvolver e criar coisas baseadas em fatos do dia-a-dia. Pude ver, o quão temos o poder de criar algo gigantesco e inovador. Havia projetos maravilhosos. Havia também projeto de coisas que já tinha ouvido falar. Mas, o que também me chamou a atenção, foram as palestras. A primeira era sobre inovação. Pude ver a sutil diferença entre invenção e inovação. Vi que as ideias surgem a todo o momento, basta ler as entrelinhas do dia-a-dia. No outro dia a palestra era sobre "POR ONDE ANDAM" esta palestra falava sobre feiras e projeto de pesquisa. Como surgem as coisas. Um dos moços comentou o quanto é difícil fazer pesquisa, o quanto precisamos nos dedicar em cima do que queremos. Nesta palestra me emocionei e ao mesmo tempo tive a certeza de que não queria deixar de fazer projeto. Senti vontade de ajudar a criar e incentivar nossos pesquisadores. A febrace é totalmente diferente da feira de escola. Abriu minha mente e vi que a experiência conta mais que tudo, pois sem ela não poderei passar nenhum conhecimento a ninguém. Foi incrível”. (Jaqueline Hermann)

Agradecemos a todos os colaboradores, em especial a escola Affonso Wolf, que contribuíram para que pudéssemos participar da FEBRACE.

 

Fonte: Colaboração da Escola - 30/03/15