Coordenadora visita escolas em Bom Princípio e Feliz

02/05/2013 17:20
Na terça-feira (30) a titular da 2ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Rosana Santos, visitou escolas nos municípios de Bom Princípio e Feliz. Com a ideia de atender as agendas nas próprias escolas, Rosana vai mapeando as realidades locais de cada comunidade escolar. De acordo com Rosana, as visitas permitem um levantamento etnográfico de cada escola, além de representarem uma excelente oportunidade para estudar as demandas locais.

A primeira escola do itinerário foi a Dóris Schlatter, do município de Feliz. Fundada em 1926, a escola está situada em área rural. Os 39 alunos do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental estudam em um ambiente tranquilo e silencioso. O silêncio é cortado, vez ou outra, pelos mugidos das vacas que pastam ao lado do terreno da escola, ou pelo grasnar dos gansos, que são os “vizinhos” da frente da escola.

De acordo com a secretária da escola, Margarida Arosi, a Escola teve um aumento de alunos matriculados, depois que passou a funcionar em turno integral. “De 19 passamos para 39 alunos e, se tivéssemos espaço, poderíamos atender mais”. Margarida salienta que um loteamento novo está sendo construído perto da escola e que as famílias já estão sinalizando interesse em matricular seus filhos. Além da demanda por mais vagas, há também o pedido da comunidade para que a escola atenda o Ensino Fundamental completo.

A coordenadora encaminhará um pedido de obra emergencial para reconstruir o prédio, que é de madeira e já tem 61 anos de uso (a escola tem 87 anos e antes funcionava em outro prédio). O presidente do Círculo de Pais e Mestres (CPM) e pai de Anne, Nestor Luiz Christ, que estava cercando os canteiros da horta escolar por ocasião da visita, manifestou a sua alegria com a presença da 2ª CRE. “Vemos o interesse pela Escola e isso nos deixa muito felizes, pois a educação dos nossos filhos é absoluta prioridade”, comenta.

Dando continuidade a agenda do dia, a coordenadora se dirigiu à terra do morango (Bom Princípio), na Escola Estadual de Ensino Fundamental Piu XII. A diretora, Maridalfa Bonfante Luft, aproveitou a visita para mostrar o prédio antigo da escola, de 76 anos. O prédio de madeira deverá passar por uma reforma geral, de acordo com Rosana, que encaminhará o pedido à Coordenadoria Regional de Obras (CROP). “Estávamos esperando este olhar”, comemora a diretora da escola.
A Escola Piu XII, que atende a 280 alunos da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental, foi recentemente premiada com medalha de bronze nas Olimpíadas de Física. O professor José Ricardo Ledur atribui o resultado à dedicação dos alunos “que são muito esforçados e dão o seu melhor”. De acordo com a diretora, é importante que a sociedade saiba do trabalho positivo que está sendo desenvolvido nas escolas públicas, pois “somos lembrados sempre pelas deficiências e dificilmente pelos méritos”, reflete.


Leia mais: https://www.02cre.net/
Na terça-feira (30) a titular da 2ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Rosana Santos, visitou escolas nos municípios de Bom Princípio e Feliz. Com a ideia de atender as agendas nas próprias escolas, Rosana vai mapeando as realidades locais de cada comunidade escolar. De acordo com Rosana, as visitas permitem um levantamento etnográfico de cada escola, além de representarem uma excelente oportunidade para estudar as demandas locais.

A primeira escola do itinerário foi a Dóris Schlatter, do município de Feliz. Fundada em 1926, a escola está situada em área rural. Os 39 alunos do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental estudam em um ambiente tranquilo e silencioso. O silêncio é cortado, vez ou outra, pelos mugidos das vacas que pastam ao lado do terreno da escola, ou pelo grasnar dos gansos, que são os “vizinhos” da frente da escola.

De acordo com a secretária da escola, Margarida Arosi, a Escola teve um aumento de alunos matriculados, depois que passou a funcionar em turno integral. “De 19 passamos para 39 alunos e, se tivéssemos espaço, poderíamos atender mais”. Margarida salienta que um loteamento novo está sendo construído perto da escola e que as famílias já estão sinalizando interesse em matricular seus filhos. Além da demanda por mais vagas, há também o pedido da comunidade para que a escola atenda o Ensino Fundamental completo.

A coordenadora encaminhará um pedido de obra emergencial para reconstruir o prédio, que é de madeira e já tem 61 anos de uso (a escola tem 87 anos e antes funcionava em outro prédio). O presidente do Círculo de Pais e Mestres (CPM) e pai de Anne, Nestor Luiz Christ, que estava cercando os canteiros da horta escolar por ocasião da visita, manifestou a sua alegria com a presença da 2ª CRE. “Vemos o interesse pela Escola e isso nos deixa muito felizes, pois a educação dos nossos filhos é absoluta prioridade”, comenta.

Dando continuidade a agenda do dia, a coordenadora se dirigiu à terra do morango (Bom Princípio), na Escola Estadual de Ensino Fundamental Piu XII. A diretora, Maridalfa Bonfante Luft, aproveitou a visita para mostrar o prédio antigo da escola, de 76 anos. O prédio de madeira deverá passar por uma reforma geral, de acordo com Rosana, que encaminhará o pedido à Coordenadoria Regional de Obras (CROP). “Estávamos esperando este olhar”, comemora a diretora da escola.
A Escola Piu XII, que atende a 280 alunos da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental, foi recentemente premiada com medalha de bronze nas Olimpíadas de Física. O professor José Ricardo Ledur atribui o resultado à dedicação dos alunos “que são muito esforçados e dão o seu melhor”. De acordo com a diretora, é importante que a sociedade saiba do trabalho positivo que está sendo desenvolvido nas escolas públicas, pois “somos lembrados sempre pelas deficiências e dificilmente pelos méritos”, reflete.


Leia mais: https://www.02cre.net/
Na terça-feira (30) a titular da 2ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), Rosana Santos, visitou escolas nos municípios de Bom Princípio e Feliz. Com a ideia de atender as agendas nas próprias escolas, Rosana vai mapeando as realidades locais de cada comunidade escolar. De acordo com Rosana, as visitas permitem um levantamento etnográfico de cada escola, além de representarem uma excelente oportunidade para estudar as demandas locais.

A primeira escola do itinerário foi a Dóris Schlatter, do município de Feliz. Fundada em 1926, a escola está situada em área rural. Os 39 alunos do primeiro ao quinto ano do Ensino Fundamental estudam em um ambiente tranquilo e silencioso. O silêncio é cortado, vez ou outra, pelos mugidos das vacas que pastam ao lado do terreno da escola, ou pelo grasnar dos gansos, que são os “vizinhos” da frente da escola.

De acordo com a secretária da escola, Margarida Arosi, a Escola teve um aumento de alunos matriculados, depois que passou a funcionar em turno integral. “De 19 passamos para 39 alunos e, se tivéssemos espaço, poderíamos atender mais”. Margarida salienta que um loteamento novo está sendo construído perto da escola e que as famílias já estão sinalizando interesse em matricular seus filhos. Além da demanda por mais vagas, há também o pedido da comunidade para que a escola atenda o Ensino Fundamental completo.

A coordenadora encaminhará um pedido de obra emergencial para reconstruir o prédio, que é de madeira e já tem 61 anos de uso (a escola tem 87 anos e antes funcionava em outro prédio). O presidente do Círculo de Pais e Mestres (CPM) e pai de Anne, Nestor Luiz Christ, que estava cercando os canteiros da horta escolar por ocasião da visita, manifestou a sua alegria com a presença da 2ª CRE. “Vemos o interesse pela Escola e isso nos deixa muito felizes, pois a educação dos nossos filhos é absoluta prioridade”, comenta.

Dando continuidade a agenda do dia, a coordenadora se dirigiu à terra do morango (Bom Princípio), na Escola Estadual de Ensino Fundamental Piu XII. A diretora, Maridalfa Bonfante Luft, aproveitou a visita para mostrar o prédio antigo da escola, de 76 anos. O prédio de madeira deverá passar por uma reforma geral, de acordo com Rosana, que encaminhará o pedido à Coordenadoria Regional de Obras (CROP). “Estávamos esperando este olhar”, comemora a diretora da escola.
A Escola Piu XII, que atende a 280 alunos da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental, foi recentemente premiada com medalha de bronze nas Olimpíadas de Física. O professor José Ricardo Ledur atribui o resultado à dedicação dos alunos “que são muito esforçados e dão o seu melhor”. De acordo com a diretora, é importante que a sociedade saiba do trabalho positivo que está sendo desenvolvido nas escolas públicas, pois “somos lembrados sempre pelas deficiências e dificilmente pelos méritos”, reflete.


Leia mais: https://www.02cre.net/