Duas escolas da 2ª CRE são premiadas na Mostratec

24/10/2013 09:40

 

A 28ª edição da Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia, que ocorreu entre os dias 21 e 24, na Fenac, em Novo Hamburgo, trouxe um saldo positivo para as escolas da 2ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE). Dos 350 trabalhos participantes, de cientistas de 27 países e de todos os estados brasileiros, duas escolas da 2ª região escolar foram classificadas. A Feira premiou os quatro melhores trabalhos em 13 áreas diferentes: ciências animais e das plantas; biologia celular e molecular, microbiologia; bioquímica e química; ciências da computação; matemática e física/ ciências planetárias e terrestres; ciências sociais, comportamento e arte; engenharia elétrica; engenharia eletrônica; engenharia mecânica; engenharia e materiais; gerenciamento do meio ambiente; ciências ambientais e medicina e saúde.

Os alunos classificados receberam premiações de empresas e instituições, como a APM Liberato, Intel, Killing, Corsan, Assembleia Legislativa/RS, Braskem, Crea-RS, Prefeitura de Novo Hamburgo, Comusa, Unesco, Sintec/RS e ThyssenKrupp. Além disso, os alunos também receberam bolsas de estudos oferecidas por 12 Universidades locais (Feevale, Faccat, Unisinos, Centro Metodista IPA, UCS, UniRitter, Univates, UPF, Ulbra, Fatec, Faculdades QI e Faculdades IENH). As premiações também garantem credenciamento para participação em feiras nacionais e internacionais. Não é à toa que a jovem cientista, Bruna Tasca, avalia a Feira como um “passaporte para o mundo”.

Na área das Ciências Sociais, Comportamento e Arte, a Escola Estadual Técnica São João Batista, de Montenegro, recebeu a primeira colocação com o trabalho “Roteiro turístico cultural e natural dentro do município de Pareci Novo- Caminho das Três Marias”. A pesquisa foi desenvolvida pelas alunas Bruna Tasca e Viviane Kasper e foi orientada pela professora Daise Tanara de Souza. A classificação credenciou a participação da escola da Milset Expo-Brasil, que ocorre em Fortaleza, no Ceará.

Na área das Ciências Animais e das Plantas, o Centro Estadual de Educação Profissional Visconde de São Leopoldo recebeu a segunda colocação com o trabalho “Jardim sustentável de ervas alimentícias não convencionais”. A pesquisa foi realizada pelas alunas Isadora Santos Fontoura e Talita de Brida Aguiar e orientada pelo professor Renan Felipe Orlandini. A classificação garantiu a participação da escola na Muestra Científica Juvenil- Trijillo, no Peru.

 

Jornalista responsável: Mariléia Sell