Escola Assunção realiza sua Terceira Mostra Cultural e Feira do Livro

07/08/2013 08:32

A Escola Estadual de Ensino Médio Assunção abriu as portas de Alto Feliz e se espalhou pelo Brasil e pelo mundo na sua III Mostra “Brasil Mostra Tua Cara” e Feira do Livro, ocorrida de segunda a sexta-feira (5 a 9). A Mostra, que também trouxe a autora de obras infantis Edna Lautert, de Santo Ângelo, faz um resgate cultural das diferentes regiões brasileiras, além de explorar aspectos culturais relacionados aos países que falam a língua espanhola e inglesa.

As atividades e salas temáticas resgataram indumentárias, danças, gastronomia, arquitetura, folclore, literatura, música e pintura de cada canto do país. É a interdisciplinaridade em ação, de acordo com o professor de inglês, Enéas Schneider Coelho. O professor organizou com seus alunos uma sala temática em que explora as bandas de música inglesa e a festa de Halloween. Todos os sentidos são convocados para esta experiência e os ambientes minuciosamente preparados potencializam as sensações. Assim, os visitantes podem, por exemplo, tocar bateria em um ambiente que exala música ou entrar em um túnel escurecido, recheado de castelos medievais, caixões, esqueletos e personagens saídos das lendas urbanas.

De acordo com a diretora da escola, Claudia Biegel Meyer, a Mostra enfatizou a prática da pesquisa em todas as séries. Os 198 alunos do ensino fundamental e médio foram incentivados a trabalhar o método científico envolvendo as mais diversas temáticas, em uma perspectiva interdisciplinar. Assim, a intersecção entre a Literatura e a Matemática, por exemplo, materializou-se em maquetes de castelos medievais, retratando o estilo gótico na Literatura Romântica. A Literatura Quinhentista é revisitada pelos alunos da professora de Língua Portuguesa Giane Zietlow, que propõe aos alunos um redescobrimento do Brasil. Em naus contemporâneas, os alunos são conduzidos à Amazônia: ali eles descobrem os animais que estão em extinção e os reproduzem com materiais reciclados, integrando, dessa forma, Literatura, Biologia e Artes.

A sala das sensações possibilitou aos visitantes explorar os sentidos do olfato, do tato e da audição. De pés descalços e olhos vendados, os visitantes são conduzidos por um ambiente que explora diferentes texturas (grãos, sementes, areia, serragem, pedras), cheiros (temperos, chás, flores) e sons (canto de pássaros, coaxar de sapos, cricrilar de grilos). De acordo com o monitor da sala, o estudante Maicon Müller de Lemos, do terceiro ano do Ensino Médio, a sala permite vivenciar de forma mais profunda as diferentes expressões da natureza. “Acostumamo-nos a não prestar atenção nas coisas, reduzindo a nossa percepção do mundo”, explica Maicon.

Outra experiência ímpar da Mostra foi a de trabalhar os sentimentos através da releitura de obras de arte. Esse foi o caso da obra dos Espantalhos, de Cândido Portinari. O medo de infância do pintor permitiu um contato dos alunos som seus próprios medos. De acordo com a professora de Educação Artística, Lilian Schneider, a arte se presta bem a isso, ou seja, através das obras cada aluno mergulha em si mesmo, interagindo com elas de forma subjetiva e única.

A Mostra foi visitada pela comunidade e por escolas municipais e estaduais de toda a região do Vale do Caí. As alunas Janaína Funck, Morgana Ligabue e Andressa Angeli, da 7ª série, estavam radiantes por terem tido a oportunidade de dançar. “Além disso, aprendemos muitas coisas novas”, comemora Janaina. Para a coordenadora da 2ª CRE, que prestigiou o evento representando o secretário de Educação do Estado, Jose Clovis de Azevedo, eventos como a Mostra da Escola Assunção renovam a crença no papel revolucionário da educação. “O Ensino Médio Politécnico é uma realidade em Alto Feliz”, comemora.