Escola de São Leopoldo lança Poliantologia

12/12/2013 14:09
 

 

Escola de São Leopoldo lança Poliantologia

 

Mais uma vez a comunidade da Escola Polisinos, de São Leopoldo, se aventura na arte das letras e lança, na última quarta (11), seu quinto livro do Projeto Poliantologia. O coquetel de lançamento, com direito a autógrafos, contou com a participação de representantes de toda a comunidade escolar e autoridades como a titular da 2ª CRE, Rosana Santos, a representante da Equipe de Apoio ao Livro, Leitura e Literatura da Secretaria de Educação do Estado (SEDUC), Maria do Carmo Mizetti, e o secretário de Educação do Município de São Leopoldo, Daniel Daudt.

Enfatizando a temática do sucesso, o livro “Ao alcance de nossas mãos”, organizado pela professora Simone Dillemburg, reúne 99 textos de alunos, professores e funcionários. A publicação contou com o apoio financeiro da Secretaria de Educação do Estado (SEDUC) e o apoio técnico da Unisinos, através do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), coordenado pela professora Maria Helena Albe.

Com a intenção de incentivar a leitura e a escrita, surgiu, em 2004, o Projeto Poliantologia, criado pelo professor Waldui Aquino. De lá pra cá, a comunidade escolar nunca mais parou de produzir. A diretora da escola, Glacir Pelegrino Viganigo, atribui o sucesso à satisfação da autoria: “é muito emocionante ver a alegria dos alunos ao se perceberem autores e é gratificante para nós professores porque sabemos que contribuímos para a formação de leitores e escritores”. A coordenadora da 2ª CRE também enfatizou a importância da formação do hábito da leitura: “a leitura tem um potencial transformador fantástico e precisamos criar estratégias nas escolas e nas casas para formar mais leitores”. A coordenadora lembra que o Brasil ainda tem índices baixos no quesito leitura; as estatísticas apontam que o brasileiro lê, em média, 1,8 livros ao ano, o que é um número baixo se comparado com outros países do mundo. Mizetti elogia a iniciativa da escola e conta, inclusive, que levou os cinco livros da antologia e que relatou a prática de formação de leitores da escola em congresso sobre leitura, na Alemanha.

O primeiro livro, de 2004, tinha como tema a amizade e levou o título “Conto contigo”. A publicação do livro foi possível graças ao apoio da comunidade escolar. Em 2006, o segundo livro da antologia contemplou o tema amor, com o título “O código da gente” e foi patrocinado por empresários locais. Em 2009, o livro “Presente” recebeu verbas do governo federal para a sua publicação. O quarto livro, de 2011, “Nosso jeito de ser”, recebeu o apoio da Unisinos, através do PIBID.

 

Jornalista responsável: Mariléia Sell