Escolas do Curso Normal da 2ª CRE realizam encontro regional

16/08/2013 14:50

 

Na última sexta (16) as sete escolas com Curso Normal da 2ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) (de Novo Hamburgo, Barão, São Leopoldo, Sapiranga, Igrejinha, Feliz e São Sebastião do Caí) tiveram formação pedagógica, no Colégio PV Sinos, em São Leopoldo. Os noventa participantes da formação, entre diretores, coordenadores pedagógicos e professores do curso normal das escolas refletiram sobre as mudanças teóricas e metodológicas propostas pela reestruturação curricular no ano de 2012.

De acordo com as supervisoras do curso normal da 2ª CRE, Tânia Freiberger de Mello e Juliana Espinoza Souza, é importante repensar e adequar as práticas pedagógicas de modo a contemplar a interdisciplinaridade na construção e reconstrução dos saberes. Para a coordenadora da CRE, Rosana Santos, o Curso Normal tem um papel importante para a educação da rede estadual de ensino e a reestruturação “significa atualizar as práticas pedagógicas de acordo com as novas demandas escolares e sociais”.

Pela manhã, os professores discutiram a Reestruturação Curricular do Curso Normal, com a representante do departamento pedagógico da Secretaria de Educação do Estado (SEDUC), Neusa Teresinha Herbert e o ciclo de alfabetização nos anos iniciais do Ensino Fundamental de 9 anos, com a representante da Secretaria Municipal de Educação de Novo Hamburgo, Marilane Pires Mendes. À tarde, o diretor pedagógico do Colégio PV Sinos abordou o tema da interdisciplinaridade no Curso Normal.

A coordenadora adjunta e chefe do setor pedagógico da 2ª CRE, Rosana Chinazzo, avalia como muito importante esses momentos de reflexão sobre as práticas de sala de aula. “Tivemos também a presença dos formadores do Pacto pela Alfabetização na Idade Certa para contextualizar e discutir as novas concepções de alfabetização e letramentos”, informa. De acordo com Chinazzo, é fundamental pensar também na formação docente, pois, na contemporaneidade, a docência exige cada vez mais do profissional devido à complexidade das dinâmicas sociais.