Feira de Cultura Espanhola na Escola Estadual de Ensino Médio Fernando Ferrari

27/11/2015 18:56

Feira de Cultura Espanhola na Escola Estadual de Ensino Médio Fernando Ferrari

Uma feira para conhecer um pouco mais da cultura mágica da Espanha, assim foi a 1º Mostra de Cultura Espanhola,  na tarde do dia 27 de novembro na Escola Estadual de Ensino Médio Fernando Ferrari em Campo Bom.    Na programação um Café Literário com apresentações e distribuição de “regalos”, apresentações artísticas de danças e músicas típicas, degustação de pratos típicos espanhóis e oficina de “Pinãtas”.

A Prof.ª Helenise Ávila Juchem, Coordenadora da 2ª Coordenadoria de Educação, prestigiou o evento e ficou encantada com a qualidade dos trabalhos que vem sendo desenvolvido pela Professora Fabiana Silva de Freitas e demais professores, com os alunos dos 1ºs, 2ºs e 3ºs anos do Ensino Médio.  A diretora da escola, Mara Núbia Bilhalva Braum, também mostrou orgulho de ver os alunos envolvidos nas atividades e falando espanhol com desenvoltura.

Foto: Diretora Mara Núbia  e  Profª Helenise Ávila Juchem, Coordenadora da 2ª CRE, na degustação de pratos típicos.

Foto: Dança típica espanholas.

Foto: Alunos com a Prof. Fabiana Silva de Freitas cantando em espanhol.

Foto: Café Literário com apresentações e distribuição de “regalos”, pelos alunos do 3º ano.

Foto: Alunos representando os personagens de "Cem Anos de Solidão" de Gabriel Garcia Marquez.

Foto: Alunos do 1º ano - Oficina de Piñatas ou Pinhata, mas afinal, o que é Pinhata?

    A pinhata consiste em um balão, recheado de doces, totalmente coberta por papel crepon.   Trata-se de uma brincadeira, que normalmente, se dedica as crianças, contudo pode ser jogado  por adolescentes e também adultos. O participante da brincadeira é vendado e ele tem que tentar quebrar a pinhata com um bastão possibilitando assim a saída dos doces.

    A pinhata é muito popular no México, onde é comum em aniversários.  No Brasil a pinhata é popular na região nordeste, mais precisamente nos estados da Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e interior da Bahia, sob o nome de quebra-panela ou quebra-pote.

Colaboração dos alunos do 1º ano.

 

 

Mais fotos do evento