Visita de africano na Escola Pastor Heinrich Hunsche

23/09/2015 15:49

Visita de africano na Escola Pastor Heinrich Hunsche

 

Em cumprimento ao Art. 26 da LDB e Lei no 10.639, de 9 de janeiro de 2003, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, para incluir no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena, a Escola Estadual de Ensino Médio Pastor Heinrich Hunsche, de Linha Nova recebeu a visita do africano Sãnha, acompanhado pelo missionário Senhor Elton Róis Silveira Diss e sua esposa Carla Buhler Diss, que fazem trabalhos voluntários e já foram várias vezes levar roupas e medicamentos.

 

Sãnha é um jovem africano que está de passagem aqui no Brasil onde estuda Teologia. Natural de Guiné-Bissau o jovem que também é educador no seu país, trouxe suas experiências para compartilhar com os alunos das turmas do Ensino Fundamental e Médio. Falou da importância do estudo para sermos seres humanos bem sucedidos na vida. “Gostaria de dizer algo para vocês: aproveitem as oportunidades que são oferecidas, estudem, pois vejo que vocês tem uma escola bonita, tem professores, no país onde morava é tudo precário caminhava 25 km diariamente para poder frequentar a aula”.

 

Outros problemas como a falta de comida, sendo somente o arroz a refeição diária, mas em pouca quantidade, várias são as crianças que morrem de fome diariamente. A metade da população do país é composta por crianças, mas apesar de todas as dificuldades já enfrentadas Sãnha é um jovem otimista e sonhador que recebe a todos com um sorriso no rosto.

 

Segundo os alunos, o tema exposto pelo jovem africano serviu de reflexão sobre as experiências históricas e produções culturais do negro, na África e no Brasil, entendidas como matriz da sociedade e identidades brasileiras.

 

Foto: Africano Sãnha

Turmas de alunos durante a palestra